Pesquisadores do Lecotec participam de coletâneas do Genem e Universidad Nacional de Rosario

A editora da Universidad Nacional de Rosario, com sede na Argentina, publicou dois livros de uma série de cinco, que conta com trabalhos de pesquisadores que reuniram-se no 1º Congresso Internacional de Mídia e Tecnologia intitulado “Neil Postman e a Nova Ecologia dos Meios”. O evento, inédito no Brasil, foi organizado pelo Grupo de Estudos sobre a Nova Ecologia dos Meios (Genem) sediado na Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Bauru. Todos os livros foram publicados por meio da licença Creative Commons e podem ser acessados para leitura ou download gratuitamente.

“Artes, Ambientes Midiáticos, Educação e Plataformas”

A primeira obra publicada recebe o título de “Artes, Ambientes Midiáticos, Educação e Plataformas”.  No capítulo dois, sobre games, meios e tecnologias é possível encontrar ” ‘Na trilha de Macunaíma’: roteiro e adaptação transmídia para Games” de autoria da doutoranda Janaina Leite Azevedo e do professor Antonio Francisco Magnoni, ambos pesquisadores vinculados ao Lecotec. O trabalho versa sobre um game didático baseado na obra clássica “Macunaíma”, do modernista Mário de Andrade.

Os dois pesquisadores do laboratório também aparecem no capítulo três sobre educação e ambientes midiáticos com “Media Literacy e engajamento: Reflexões Sobre Usos e Apropriações de Tecnologias Digitais No Ensino Médio”, publicado em parceria com a doutoranda Aline Cristina Camargo. A ideia do trabalho é discutir as relações entre Media Literacy (letramento midiático, em tradução livre), engajamento social e político dos jovens e apropriação das tecnologias digitais da informação e comunicação, com foco na educação formal do ensino médio.

Pedro Santoro Zambon, doutorando em comunicação e pesquisador do Lecotec, aparece no capítulo dois com o artigo “História e Evolução da Indústria Brasileira de Jogos Digitais Independentes”. Na publicação o pesquisador aborda historicamente o surgimento da indústria brasileira de jogos digitais independentes e promove uma reflexão acerca do impacto desse tipo específico de processo produtivo nos jogos.

Políticas Públicas, Modelos de Negócio e Inovação em Ambientes Digitais, Esporte e Mídia

A segunda obra publicada é “Políticas Públicas, Modelos de Negócio e Inovação em Ambientes Digitais, Esporte e Mídia”. Um dos organizadores do livro é Juliano Maurício de Carvalho que, junto com Antonio Francisco Magnoni, lidera o Laboratório de Pesquisa em Comunicação, Tecnologia e Educação Cidadã (Lecotec).  Já no primeiro capítulo, que trata de temas nas áreas de políticas públicas e tecnologia, o livro conta com o artigo “Lei das Teles e os Novos Cenários Institucionais das Telecomunicações no Brasil”, de autoria de João Guilherme D’Arcadia. O autor é doutorando em Mídia e Tecnologia e pesquisador do Lecotec. Em seu artigo promove uma discussão sobre o projeto de lei 79/2016 e analisa seus antecedentes históricos, trazendo à tona conceitos como neoinstitucionalismo histórico.

Pedro Santoro Zambon e Juliano Maurício de Carvalho, abordam, ainda no capítulo um, uma importante discussão a respeito das “Políticas de Comunicação para Conteúdos Digitais” no Brasil.

André Luís Lourenço, doutorando em Comunicação e pesquisador do Lecotec tem no mesmo capítulo que os pesquisadores anteriores seu trabalho intitulado “O Papel do Estado e das Políticas de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento no Contexto do Estruturalismo Latino-Americano”. O título do ensaio é preciso e sugestivo, já esclarecendo que a ideia principal é promover uma reflexão sobre as políticas públicas nas áreas de ciência e tecnologia e a relação que elas estabelecem com o contexto abordado pela corrente do estruturalismo latino-americano.

A graduanda Lívia Reginato, a doutoranda Vivianne Lindsay Cardoso e Juliano Maurício de Carvalho apresentam um estudo sobre “O Pensamento de Canclini Aplicado à Diversidade Cultural nas Políticas para o Audiovisual no Brasil”. A proposta do estudo publicado é, por meio da fundamentação teórica de Néstor Gárcia Canclini, aprofundar a discussão a respeito da diversidade cultural nas políticas de comunicação para o audiovisual no período de 2005 a 2015.

Angelo Sastre, doutorando e pesquisador do Lecotec e do Grupo de Estudos sobre a Nova Ecologia dos Meios (Genem), junto com Francisco Rolfsen Belda, tem, no capítulo dois do livro sobre modelos de negócio em cenários digitais, o artigo “Investigação Colaborativa como Estratégia de Geração da Credibilidade e Valor Agregado no Modelo do Jornalismo Pós-Industrial”. Sastre e Belda, na publicação, promovem um debate a respeito do cenário do jornalismo pós-industrial, qualidade e credibilidade, além do trabalho colaborativo na produção do conteúdo noticioso. Todos os aspectos abordados levam em consideração as mudanças estruturais promovidas pelas novas tecnologias.

Deixe uma resposta