Publicações

E-Books


.Políticas de Comunicação: Instituições, Tecnologias e Regulação

 
Organizadores: Juliano Maurício de Carvalho e André Luis Lourenço
ISBN: 978-85-99679-89-0
 


Apresentação

 “A obra coletiva “Políticas de Comunicação: instituições, tecnologia e regulação” é o resultado de debates empreendidos no âmbito dos Programas de Pós-graduação em “Comunicação” e em “Mídia e Tecnologia”, da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC), da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Seu objetivo é o de enfrentar, dentro de seus limites, o desafio da com­preensão das múltiplas facetas dos modelos de Políticas de Comunicação, das estruturas regulatórias da mídia e da regulação de conteúdo e das características dos sistemas de mercado do setor.

 Entendendo o conceito de Políticas de Comunicação como o conjunto de “ações e omissões das in­stâncias estatais de todo tipo que, de acordo com as concepções e legitimações de cada sociedade e cada tempo histórico, determinam ou orientam os destinos da criação, produção, difusão e con­sumo dos produtos culturais e comunicativos”, a obra se pretende a apresentar abordagens acerca das Políticas de Comunicação, com destaque ao contexto brasileiro, no que se refere aos seus pro­cessos de regulação, bem como suas exigências democráticas e cidadãs.

 Composta por 15 capítulos, esta obra coletiva está dividida em três Seções: ‘Políticas e regulação de conteúdo’, ‘Marco Civil da Internet: democracia e promoção de direitos’, e ‘Metodologias de Análise em Políticas de Comunicação’.” (CARVALHO; LOURENÇO, 2019, p. 9)


Jornalismo e Convergência: Reflexões sobre o futuro do jornalismo

 
 Organizadores: Marcelo Engel Bronosky e Juliano Maurício de Carvalho
ISBN: 978-85-7983-552-0


Apresentação

 “A coletânea Jornalismo e Convergência: reflexões sobre o futuro do jornalismo está organizada em duas seções, a fim de ajudar o leitor a se mover por dentro dos 2o capítulos. Nesta publicação, estamos preocupados em oferecer discussões acerca de um dos principais temas do campo do jornalismo na contemporaneidade: as implicações e repercussões das tecnologias digitais, em especial as determinadas pela internet, no jornalismo. Além disso, este esforço inaugura parceria teórico-conceitual entre os grupos de pesquisa na área do jornalismo baseados no curso de Jornalismo do Departamento de Comunicação Social da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e do mestrado em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa – PR.”

“A publicação busca aquilatar o pensamento contemporâneo sobre as mutações nos processos jornalísticos em um cenário convergente e, dessa forma, delinear um conjunto de estudos e discussões sobre o tema, tanto como resultado de pesquisas concluídas ou em desenvolvimento, quanto de um modo mais ensaístico, a respeito do como as novas tecnologias estão atravessando o jornalismo em suas múltiplas dimensões […]” (BRONOSKY; CARVALHO, 2015, p. 5)


Economia Política da Comunicação: Digitalização e sociedade

 
Organizadores: Juliano Maurício de Carvalho, Matheus Yuri Passos e Antonio Francisco Magnoni 
ISBN: 978-85-7983-465-3


Apresentação

 “[…] Este volume apresenta onze artigos originados nas exposições e debates gestados nos painéis do segundo encontro da seção brasileira da União Latina de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura (ULEPICC – Brasil), realizado em Bauru (SP) pelo Laboratório de Estudos em Comunicação, Tecnologia e Educação Cidadã (LECOTEC) de 13 a 15 de agosto de 2008 na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Universidade Estadual Paulista (UNESP).”

 “O percurso traçado pelos capítulos delineia o panorama das discussões acerca do tema-chave do evento, ‘Digitalização e sociedade’ […]” (MAGNONI; CARVALHO; PASSOS, 2013, P. 11-12)


O Estado e as Comunicações no Brasil: Construção e Reconstrução da Administração Pública

Organizador: Octavio Penna Pieranti
ISBN: 978-85-911766-0-1


Apresentação

 Neste livro de Octavio Penna Pierante, é visado retratar a relação do Estado brasileiro com as políticas públicas e com a regulação das comunicações nos últimos oitenta anos.

“[…] Considerada questão crucial para o desenvolvimento nacional, a infra-estrutura de telecomunicações logo se tornaria questão de Estado. Para isso, seria fundamental a aprovação do Código Brasileiro de Telecomunicações (CBT) de 1962 – mas não só por esse motivo. O novo documento atualizava os dispositivos voltados à regulação da radiofusão e, na sua sequência, seria reformada, já durante o regime militar, a legislação concernente à imprensa. A implementação de todos esses instrumentos normativos e políticas públicas dependia, no entanto, da administração pública brasileira.

 É justamente isso que este livro resgata. A conformação dos órgãos e entidades públicos e seus avanços e vicissitudes são determinantes para o desenvolvimento e para a regulação das telecomunicações e da comunicação de massa no Brasil. Tomando como marco fundamental o ano de 1962, quando foi promulgado o CBT, este livro acompanha a estatização e a posterior privatização do sistema de telecomunicações; o desenvolvimento das grandes redes públicas, a reforma dos marcos legais do setor; o ocaso da CTR e do Contel e o nascimento do Ministério das Comunicações Anatel; e a formação de novos atores políticos no campos da comunicação até o presente […]” (PIERANTI, 2011, p. 9)


Contato

Telefone

+55 (14) 3203-6168

Email

lecotec.faac@unesp.br

Localização

Av. Eng. Luís Edmundo Carrijo Coube, 14-01 – Vargem Limpa, Bauru – SP, 17033-360, Brasil

Nos acompanhe nas redes